domingo, 14 abr 2024, 20:08
Site: Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco
Curso: Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco (ESPPE)
Glossário: Acervo
A

ANÁLISE DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DA REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL NA VII REGIONAL DE SAÚDE- SALGUEIRO NOS ESPAÇOS DE GOVERNANÇA REGIONAL

por ESPPE Portal EAD - quarta, 7 jul 2021, 11:32
 

Autora: RUTE BENTO DE SALES

 

RESUMO
OBJETIVO: Analisar o processo de construção da rede de atenção psicossocial na VII regional de saúde- Salgueiro, através dos espaços de governança, colegiado gestor de saúde mental e Comissão intergestores regional (CIR).
PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: Estudo de caso, com análise interpretativa, do tipo documental de dados primários. A análise do estudo foi realizada a partir de documentos oficiais, como as atas do colegiado de gestão regional de saúde mental, referente ao período de 2014 a 2015 e atas da CIR no período de 2010 a 2015 da VII Região de Saúde-PE. RESULTADOS: O colegiado regional de saúde mental configura em um espaço de discussão composto por todos os coordenadores de saúde mental dos municípios que compõe a VII regional de saúde, sendo de fundamental importância o aprimoramento desta rede de assistência. O referido colegiado é composto pela coordenadora de saúde mental da regional, sete coordenadores pertencentes aos municípios de Verdejante, Belém de São Francisco, Terra Nova, Cedro, Salgueiro, Mirandiba e Serrita. Quanto aos municípios de Salgueiro e Terra Nova, não possuem coordenadores, sendo então representados pelos coordenadores da atenção básica dos seus respectivos municípios. Foram coletadas no presente estudo cinco atas, em todo o período de 2014 a 2015. No estudo descrito foram coletados três documentos referentes às deliberações pactuadas sobre a rede de atenção psicossocial (RAPS) na comissão Intergestores Regional, como resoluções internas, que configura um documento originado de reuniões da CIR.
CONCLUSÕES: A realização desse estudo possibilitou identificar a falta de reuniões sistemáticas no processo de condução das atividades do colegiado gestor de saúde mental da VII Regional. Dessa forma, é necessário buscar a garantia da priorização da temática de saúde mental na agenda da CIR e formalizar as discussões em atas, relatórios, entre outros, de forma a subsidiar as ações na Raps.


PALAVRAS CHAVES: Rede de atenção psicossocial. Colegiado regional de saúde mental. Governança.

 

ANÁLISE DO PROGRAMA DE CONTROLE DA HANSENÍASE NO MUNICÍPIO DE SALGUEIRO/PE

por ESPPE Portal EAD - quarta, 7 jul 2021, 11:47
 

Autora: DÉBORA ISABEL RODRIGUES DOS SANTOS SILVA

 

RESUMO
A hanseníase é uma das doenças mais antigas que acomete o homem. Corresponde a uma doença crônica, infectocontagiosa, causada pela infecção do Mycobacterium leprae. O presente estudo apresentou como objetivo analisar o programa de controle da hanseníase no município de Salgueiro- PE, em relação aos aspectos estruturais, ao processo de trabalho, a disponibilidade de serviços, bem como os indicadores epidemiológicos e operacionais. Trata-se de estudo descritivo, com abordagem quantitativa, utilizando dados primários e secundários. Apresentando como campo para coleta de dados: as Unidades de Saúde da Família (USF) do município, o serviço de vigilância municipal e a Unidade Pernambucana de Atenção Especializada (UPAE). Os resultados mostraram que o programa possui estrutura e processo de trabalho parcialmente adequado, visto que foram identificadas algumas fragilidades: a falta de um centro de reabilitação e profissionais capacitados, ausência de reuniões para discussão dos indicadores com as equipes de saúde e reuniões integradas com áreas técnicas da gestão. Os resultados indicam que há necessidade de ações que foquem no diagnóstico precoce. Diante dessas fragilidades é necessário a adoção de medidas para fortalecimento do controle e tratamento da hanseníase.


Palavras- Chave: Hanseníase; Unidade Básica de Saúde; Avaliação em Saúde.

 

ANÁLISE DO PROGRAMA DE CONTROLE DA TUBERCULOSE NAS UNIDADES DE SAÚDE DA FAMÍLIA DO MUNICÍPIO DE OURICURI-PE

por ESPPE Portal EAD - quarta, 7 jul 2021, 14:51
 

Autor: SILVANA RIBEIRO DA SILVA

 

RESUMO
A Tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível, causada pelo bacilo Mycobacterium tuberculosis. É uma doença antiga na sociedade, sendo caracterizada como problema de saúde pública no Brasil e no mundo. Essa pesquisa tem como objetivo analisar o Programa de Controle da Tuberculose nas Unidades de Saúde da Família do município de Ouricuri-PE. Foi desenvolvida por meio de uma abordagem descritiva e predominantemente quantitativa, tendo sido realizada no período de Novembro de 2017 a Fevereiro de 2018. Para a sua realização foi aplicado nas Unidades de Saúde da Família (USF) um questionário semi estruturado, elaborado pela Secretária Estadual de Saúde de Pernambuco, além de dados secundários obtidos do SINAN-Net da Regional de Saúde. No período de 2012 a 2016, o referido município registrou 54 casos de Tuberculose no SINAN-Net. Após a análise dos questionários aplicados observou-se um baixo percentual de USF com disponibilidade dos instrumentos de registros utilizados pelo Programa. No tocante ao diagnóstico, tratamento e acompanhamento: 60% das USF realizam oferta de baciloscopia de escarro na oportunidade da consulta; 56% realizam o Tratamento Diretamente Observado e 68% fazem acompanhamento de contatos. Ao confrontar os dados obtidos na aplicação do questionário com os dados do SINAN-Net foram observadas diferenças significativas. A análise do Programa de Controle da Tuberculose nas USF do município de Ouricuri, permitiu identificar questões relevantes fornecendo meios para o aperfeiçoamento das ações do Programa.


PALAVRAS-CHAVE: Tuberculose. Saúde da Família. Tratamento Diretamente Observado.

 

ANÁLISE DO PROGRAMA DE CONTROLE DA TUBERCULOSE NO MUNICÍPIO DE SALGUEIRO-PE

por ESPPE Portal EAD - quarta, 7 jul 2021, 14:40
 

Autora: PRISCILA KAROLINE DE MENEZES SILVA

 

RESUMO
A tuberculose (TB) é considerada uma doença infecciosa e contagiosa causada pelo agente etiológico Mycobacterium tuberculosis, também chamado de bacilo de Koch. O objetivo dessa pesquisa foi analisar o programa de controle da tuberculose no município de Salgueiro- PE, em relação aos aspectos estruturais, ao processo de trabalho, a disponibilidade de serviços, bem como os indicadores epidemiológicos e operacionais. Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem quantitativa, utilizando dados primários e secundários apresentando como campo para coleta de dados: as Unidades de Saúde da Família do município e o serviço de vigilância municipal. Os resultados evidenciaram que o programa possui estrutura e processo de trabalho parcialmente adequado, visto que foram identificadas algumas fragilidades: ausência de monitoramento dos principais instrumentos de gestão, ausência de integração entre as equipes, não disponibilização do serviço de raio-X, demora no recebimento do exame de cultura, ausência de reuniões entre o coordenador do programa e as equipes de saúde da família para discussão dos indicadores. Além disso, o coeficiente de incidência vem aumentando ao longo dos anos evidenciando que o controle da tuberculose ainda é um grande desafio para o município. Diante dessas fragilidades é necessário a adoção de medidas para fortalecimento do controle e tratamento da tuberculose.


Palavras- chave: Atenção primária à saúde; Estrutura dos serviços; Tuberculose.

 

ANÁLISE DO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICOS DOS CURSOS TÉCNICOS EM SAÚDE BUCAL EM INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE PERNAMBUCO

por ESPPE Portal EAD - quarta, 7 jul 2021, 14:50
 

Autor: SAULO CAVALCANTI DE MENEZES

 

RESUMO
A mudança na prática e na formação odontológica acompanha o processo de construção do Sistema Único de Saúde. Com a ampliação do SUS, se fez necessário um maior contingente de profissionais qualificados para poder atender a todo o amplo espectro de necessidades que a população apresenta. Atualmente na área de saúde bucal, há 3 profissões de nível técnico: Técnico em prótese dentaria (TPD), Técnico em saúde bucal (TSB) e o Auxiliar em Saúde Bucal (ASB). OBJETIVO: Analisar os Projetos Políticos Pedagógicos dos cursos técnicos de saúde bucal de instituições públicas do estado de Pernambuco. METODOLOGIA: Este estudo apresenta um desenho descritivo e analítico de abordagem qualitativa, utilizando-se da análise de documentos como estratégia metodológica. RESULTADO: Observa-se a necessidade da inclusão na grade curricular ao menos uma disciplina voltada para a politização do profissional, evitando-se assim uma formação exclusivamente tecnicista voltada apenas para a reprodução de uma tarefa.

 

ANÁLISE DO SISTEMA DE GOVERNANÇA REGIONAL DA REDE CEGONHA QUANTO AS AÇÕES E SERVIÇOS DO COMPONENTE PARTO E NASCIMENTO NA X REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO

por ESPPE Portal EAD - quarta, 7 jul 2021, 11:47
 

Autora: CLÁUDIA DE ESPÍNDOLA MAMEDES

 

RESUMO
Introdução Em 2011, o Ministério da Saúde lança a Rede Cegonha (RC), visando o enfrentamento da Mortalidade materna e infantil, e considerando o panorama de baixa qualidade da rede de atenção ao parto e nascimento; propõe uma rede de assistência que garanta à mulher o direito à gravidez, parto e puerpério seguros e humanizados e às crianças o direito ao nascimento humanizado e seguro com crescimento e desenvolvimento saudáveis. Para isso, a efetividade, eficiência, eficácia e sustentabilidade das ações da RC dependem de uma estruturação de um modelo organizacional na qual possa garantir melhores condições para o acesso, atendimento e acompanhamento da saúde da população, com assistência contínua de ações de atenção à saúde materna e infantil. Objetivos O estudo pretende analisar a estrutura e os processos de Governança na condução da Rede Cegonha, em seu componente Parto e Nascimento, na X Região de Saúde do Estado de Pernambuco. Metodologia Estudo de caso, com recorte temporal de 2012 a 2016, realizado na X Região de Saúde de Pernambuco, a partir da análise documental (Plano de Ação/Desenho Regional da Rede Cegonha e Atas das Reuniões da Comissão Intergestores Regional), e situação locorregional dos indicadores de Morbimortalidade Materna e Infantil. Conclusão O tema Rede Cegonha foi pouco frequente e/ou pouco discutido nas reuniões da CIR. A ausência do tema na agenda política decisória, revela uma lenta operacionalização da RC na X Região de Saúde de Pernambuco. Por outro lado, a assiduidade e o compromisso, dos membros participantes, com a realização das reuniões da CIR nos permitem inferir a importância desse espaço de negociação e pactuação para os gestores da região. As limitações deste estudo (inexistência de maioria das atas do ano de 2012) também indicam aberturas para novas investigações.


Descritores: Rede Cegonha, Assistência à Saúde Materno-Infantil, Regionalização, Governança.

 

ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DOS ÓBITOS POR SUICÍDIO NOS MUNICÍPIOS DA V REGIÃO DE SAÚDE DE PERNAMBUCO, NO PERÍODO DE 2006 A 2014

por ESPPE Portal EAD - quarta, 7 jul 2021, 11:30
 

Autora: ROSALINE BEZERRA AGUIAR

 

 

 

A RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE COLETIVA: UMA ESTRATÉGIA DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE

por ESPPE Portal EAD - quarta, 7 jul 2021, 11:43
 

Autora: BIANCA KARINE DA SILVA

 

RESUMO

A Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS) propõe uma nova configuração para os profissionais de saúde no que se refere à produção de conhecimento na perspectiva de pensar a educação e o trabalho como eixos indissociáveis. Na busca de um modelo orientado para a integralidade da assistência, centrado na promoção da saúde, se estabelece os Programas de Residências. A Residência Multiprofissional em Saúde é uma experiência que se configura na lógica da educação permanente, por meio dos espaços pedagógicos e de gestão numa relação dialógica entre estes e os atores envolvidos (BRASIL, 2006). O objetivo desse trabalho é evidenciar a Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva, com Ênfase em Gestão de Redes de Atenção à Saúde da ESPPE, como uma estratégia da PNEPS na IX Regional de Saúde de Pernambuco localizada no município de Ouricuri, no período de 2016 a 2018.
Trata-se de um estudo descritivo, em forma de relato de experiência sobre a Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva, com Ênfase em Gestão de Redes de Atenção à Saúde. Durante a vivencia na residência foi notório o quanto as ações desenvolvidas pelo residente eram norteadas pelos princípios do SUS e da EPS, e que existe um desconhecimento e a percepção dos profissionais a respeito do PRMSC-REDES como um espaço para o desenvolvimento de EPS.

 

ARTICULAÇÃO ENTRE A ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA E O CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL EM UM MUNICÍPIO DE PERNAMBUCO

por ESPPE Portal EAD - quarta, 7 jul 2021, 11:23
 

Autora: LÍVIA DA SILVA RABELO

 

RESUMO
A Política Nacional de Saúde Mental no Brasil propõe que as práticas de cuidado sejam realizadas em uma rede articulada, abarcando o indivíduo em sua integralidade. Nessa rede encontra-se, dentre vários outros serviços, as ESF e os Centros de Atenção Psicossociais (CAPS). O presente estudo se propôs a compreender a articulação das ações de saúde mental desenvolvidas entre as equipes da ESF e do CAPS no município de Salgueiro-PE, tendo em vista a consolidação da Rede de Atenção Psicossocial. Foi realizada entrevista semiestruturada, com abordagem de caráter qualitativa, aplicada aos profissionais de saúde que compõem o quadro profissional do CAPS e da ESF do município de Salgueiro- PE. A análise do material empírico permitiu identificar as seguintes categorias: 1) Conhecimento dos serviços que compõe a RAPS; 2) Articulação entre ESF e o CAPS no município de Salgueiro. Como resultado ficou evidente a complexidade do processo e a existência de falhas na articulação e comunicação entre a ESF e o CAPS. Evidenciou-se a necessidade de reflexão sobre o processo de trabalho das equipes com intuito de promover uma prática mais integral e conexões efetivas entre os pontos da rede.


Palavras Chaves: Atenção Primária á Saúde; Apoio Matricial; Saúde Mental.

 

As experiências da prática em educação interprofissional na RedEscola

por ESPPE Portal EAD - segunda, 20 nov 2023, 08:10
 
Esta publicação é a síntese de sentimentos inspiradores, emocionantes e, sem sombra de dúvida, muito instigantes, que afloraram durante as apresentações das experiências compartilhadas pelos coordenadores dos Cursos de Especialização em Saúde Pública, dentro do enfoque da Educação Interprofissional (EIP), durante o Ciclo de Seminários Regionais realizado no período de 26 a 28 de maio de 2021. A elaboração deste livro aconteceu durante a pandemia. Tempos duros, difíceis, muitas vidas se perderam no caminho — amigos, parentes, docentes, alunos... Gostaríamos de agradecer ao conjunto e a cada um individualmente. Aos coordenadores e apoiadores dos cursos em todos os estados brasileiros e aos autores e autoras deste livro, que não arrefeceram na luta e que, com dedicação e resiliência, aceitaram o desafio de compartilhar experiências recentes e conhecimentos que estão sendo produzidos, com muito entusiasmo, dedicação e solidariedade. É esse o espírito da Rede Brasileira de Escolas de Saúde Pública, a RedEscola!